Andarilhos de Faerûn #10

14 abr

– Quem vem lá? – brada Soma.

– Fomos enviados do Asilo da Martamor, viemos em busca de um grupo de aventureiros desaparecidos, aqueles que investigam o sumiço do gado de Neve Morta, por acaso são vocês? – responde um homem de aparentemente trinta e poucos anos, ele está acompanhado de outro homem.

– Sim somos nós homem! Ajude-nos aqui, estamos feridos e não temos mais mantimentos. – tratou de esclarecer Max.

Em segurança nossos heróis desceram a pequena montanha e depois de se reunirem com os fazendereiros da vila e de quase entrarem em guerra com eles, o grupo decide seguir a última pista que acabara de cair no colo deles, uma unha de Wivern que foi achada num dos locais de ataque, o que os levava a acreditar que esses animais tinham um ninho próximo, e que este estaria na montanha mais alta da vila.

Encontrar a montanha não foi nada difícil, subir até o topo e derrotar o pai das criaturas e ainda descer com alguns animais é que foi difícil. Apesar das dificuldades os jovens aventureiros conseguiram completar sua missão, mas mesmo recebendo a recompensa da vila eles ficaram ressentidos com o tratamento que receberam dos fazendeiros, e decidiram dali partir sem nem mesmo procurar Braúna ou os outros para se despedir, o novo destino era Águas Profundas, onde o clérigo de Mystra tinha assuntos a tratar.

Águas Profundas

Águas Profundas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: